Você sabe como envelhecer bem?

 

Vamos focar nosso texto nesta parcela da população que merece nosso maior respeito e atenção. O aumento da expectativa de vida, que resulta da combinação entre os avanços da medicina e a melhora da renda no Brasil, mostra a necessidade de envelhecer bem, com energia e disposição para as atividades do dia a dia.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Pela lei, é considerada idosa uma pessoa com 60 anos ou mais, porém isso não está muito certo nos dias atuais, uma coisa é a fila do banco e outra é a capacidade de cada um, existem “idosos” pela lei, que têm uma atividade profissional, esportiva e pessoal de deixar qualquer jovem no chinelo. Isto acontece por que há uma diferença entre a idade cronológica e a idade biológica.

Quando se entra nessa fase da vida, o organismo sofre várias alterações físicas. O aparelho digestivo do idoso fica menos eficiente e ele vai aproveitar menos dos nutrientes consumidos, além disto, a pela falta de eficiência na digestão dos alimentos o idoso acaba comendo menos, já que se sente mal quando come muito, ou seja ingere menos nutrientes e aproveita menos os benefícios deste alimento levando a perda de peso e até a algum grau de desnutrição.

Por que você acha que idoso toma muito chá? É que o chá tem fácil digestão. O idoso toma leite e não se sente bem. Todos nós vamos progressivamente perdendo a capacidade de digerir o leite conforme envelhecemos a dieta acaba se adaptando a isto para evitar o desconforto que o leite mal digerido causa.

Desta forma, as pessoas nessa idade precisam se alimentar mais vezes por dia e de um jeito melhor, com mais variedade e com nutrientes bons para a saúde, algumas vezes será necessária a reposição de vitaminas, mas isto deve ser feito sob supervisão médica.

Assim como uma criança precisa do pediatra para ver se está comendo bem e se desenvolvendo, o idoso necessita do geriatra. Esse profissional saberá dizer exatamente as necessidades de cada caso, podendo indicar uma nutricionista se for necessário.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Portanto, uma alimentação balanceada, com todos os nutrientes que o corpo precisa, é importante. Além disso, previne algumas doenças comuns na terceira idade, como diabetes, colesterol e osteoporose.

Saibam quais nutrientes são importantes para o idoso manter uma vida saudável:

Cálcio, que ajuda na prevenção de doenças como a osteoporose, caracterizada pela perda de densidade óssea. Dessa forma, é crucial comer gergelim e os folhosos verde-escuros, como couve e chicória.

Vitamina D, necessária para o organismo, pois metaboliza o cálcio no osso. Para obtê-la, o segredo é tomar Sol de 15 a 20 minutos por dia com a pele exposta.

Fibras, que ajudam na prisão do ventre. Então, linhaça, farelo de trigo, de arroz e de aveia podem ser adicionados às frutas ou no mingau, pois são boas fontes de fibras solúveis, já que os idosos podem ter dificuldades na mastigação no decorrer do tempo. É preciso lembrar que é importante ir ao dentista regularmente para fazer revisão nos dentes.

Vitaminas do Complexo B, que fortalecem o sistema imunológico e mantém o cérebro saudável. As vitaminas B1, B6, B12 e acido fólico são encontrados nos cereais integrais, leguminosas em geral e sementes.

Zinco, pois com a idade há uma diminuição natural da imunidade. Este mineral tem ação antioxidante, que desacelera o envelhecimento das células e ajuda a manter o tamanho da próstata, geralmente aumentada com a idade. Nozes, castanhas, carnes e arroz integral são boas fontes desse mineral.

Atividade física é outro ponto importante para o idoso ter uma vida melhor. Quando estiver na fase adulta, procure praticar exercícios, fazer musculação, principalmente nas pernas e nos quadris. Isso vai ajudar o idoso a não ter queda no futuro.

Nós colhemos o que plantamos, se você quer ser um idoso com boa qualidade de vida, ativo e independente, procure ter uma boa qualidade de vida quando for mais jovem, faça atividade física, como bem, acredite, isso vai fazer toda a diferença!

Fique de olho
Saúde!

Por Dr. Fabio Atui

Adicionar comentário