Vitamina D

A reposição de vitamina D tem mostrado benefícios para as pessoas com asma, rinite e sinusites frequentes e de difícil controle, reduzindo a quantidade do uso de antibióticos.

Estudos recentes mostram o papel da Vitamina D nas nossas funções de defesa. O seu papel como imunomodulador, estimulando e controlando o Sistema Imune tem sido surpreendente.

Foto: Divulgação

Há mais de um século se sabe que a falta de vitamina D está relacionada ao enfraquecimento dos ossos, mas as novas pesquisas apontam que a baixa quantidade da vitamina está ligada a maior ocorrência de infecções virais, como explica a otorrinolaringologista Angela Beatriz Lana. “A vitamina D tem um papel de supressão da inflamação na mucosa nasal, na verdade, na via aérea inteira. Quando em baixa concentração, pode influenciar o desenvolvimento e a manutenção da rinossinusite crônica, rinite alérgica e asma”.

Algumas pessoas são mais propensas a ter defasagem de vitamina D. Isso porque as fontes da vitamina são relativamente escassas, restringindo-se somente à luz solar, óleos de peixe e outros poucos alimentos que, aliás, não têm quantidades suficientes para a manutenção total do organismo. “Obesos, negros, idosos, vegetarianos, pessoas que pouco se expõem à luz solar ou que vivem em locais com muita poluição, usuários crônicos de corticoides, doentes renais e hepáticos crônicos têm risco elevado para deficiência de vitamina D”, elenca a médica.

A falta da vitamina D tem sido um fator de risco para infecções virais recorrentes como asma de difícil controle, rinites e sinusites crônicas. “Ela regula o excesso de estimuladores inflamatórios e promove a manifestação de substâncias que são potentes antimicrobianos naturais presentes nas células de defesa das vias aéreas e que atuam protegendo os pulmões das infecções”, conta.

Foto: Divulgação

Estudos mostram que a exposição à luz solar e a suplementação dietética com óleo de fígado de bacalhau reduzem a incidência de infecções respiratórias virais. A otorrinolaringologista tem medicado os pacientes com a vitamina e os resultados são notórios. “Os pacientes tratados com a vitamina estão usando menos antibióticos e apresentando menos infecções. A literatura científica também tem mostrado esses resultados”, argumenta Beatriz.

A vitamina D passa a ter então um papel ainda mais importante na medicina e no tratamento de doenças inflamatórias das vias aéreas, pois fornece uma potencial nova forma de medicamento que apresenta resultados positivos em intervalos de tempo menores, se comparados aos outros métodos de tratamento convencionais.

Foto: Divulgação

 

Dra. Angela Beatriz Lana


Adicionar comentário