Viagra pra Alma


Diante da longevidade, por exemplo, não adianta a gente se agarrar e lutar ferozmente contra a realidade. É uma perda de tempo ficar se debatendo desesperadamente para manter a aparência de vinte anos atrás.

Cair aos prantos cada vez que nos olhamos no espelho e ver o estrago que a idade trouxe, cismar que aparentamos a idade que sentimos ter e sair por aí pulando de asa delta, ou nos acabando em baladas…posições inaceitáveis daqui para frente.

Quer queira ou não, o tempo  já nos agarrou, deixou as marcas de suas garras, arrancando da tomada a tal da melanina e por aí vai…

Mas já que é inexorável, o negócio é mesmo relaxar e gozar a nova etapa, pois graças a ela, estamos vivas.

Como? Sei lá eu. Só sei que temos anos pela frente e não podemos deixar que o tempo se divirta sozinho. Temos que procurar Viagras para a alma.  Muitas coroas já conseguiram resgatar o que ele não conseguiu abandonar – o entusiasmo pela vida.

Coroas famosas  conseguiram desviar o foco na juventude eterna e estão dando shows de garra, mostrando ao mundo o brilho que tem. Mas será que só as “poderosas”  é dado o direito de se beneficiarem com o uso dos viagras??? Claro que não.  

Milhares de mulheres maduras  estão tomando os genéricos e se dando super bem. Umas abraçando causas, outras resgatando sonhos, outras inventando modas. Mas todas com uma característica em comum- Passaram a se mover pelo entusiasmo e pela alegria em viver.

Não  podemos deixar que o stress físico e emocional abale nossas estruturas, diante do inevitável. 

Copiando os efeitos da Síndrome de Estocolmo, temos que estabelecer uma relação de afeto com o nosso desafeto.  Afinal de contas, o tempo é o nosso maior aliado.

Comentários 2

  • Efigenia Menna Barreto11/10/2012 em 17:08

    Essa crônica é pra recortar e colocar na geladeira: ver todo dia em vez de olhar pro cardápio da dieta – deixa a alma em forma, mais gostosa do que qualquer corpitcho…
    Bjs amiga. Parabéns!!! O Amantes tá começando a bombar e eu fico cheia de orgulho!!!!

  • Isabel Cardoso14/04/2012 em 16:49

    Verdade. O tempo é inexorável. Se fizermos dele nosso aliado, sabendo tirar proveito de sua passagem, só teremos a ganhar com isso.

  • Adicionar comentário