Uma viagem pelo Vêneto

Uma viagem 360º pelo Vêneto, na Itália

Região oferece atrações para todos os tipos de viajantes

Foto: Divulgação

Não há como negar que o Vêneto é a terra de Veneza. A região, no entanto, localizada no nordeste da Itália, tem muito mais para ser explorada. São sete províncias e cada uma delas está repleta de atrações. Vêneto sabe satisfazer a cada exigência, o que o torna destino certo para todos os tipos de visitantes.

Cerca de 15 milhões de turistas desembarcam anualmente na região, sendo, portanto, a mais visitada da Itália. E os motivos são diversos. Em sua área de mais de 18 mil km², o Vêneto possui amplo repertório de atividades para jovens, famílias, casais e aventureiros.

Foto: Divulgação

Verona, Pádua, Vicenza e Treviso contemplam as chamadas “cidades de arte do Vêneto”. Ricas de histórias, cultura e arte, as províncias têm atraído turistas com as mais diferentes finalidades. A começar por Verona, cidade que vive do mito de Romeu e Julieta, e cujo o símbolo é a magnífica Arena, um dos mais importantes anfiteatros da Itália.

Pádua é a cidade medieval, que abriga a Basílica de S. Antonio, local onde estão conservadas as relíquias deste que é um dos santos mais amados e celebrados em todo o mundo.

Em Vicenza está o cenário certo para se descobrir as obras do grande arquiteto Palladio, como os esplêndidos palácios, praças, jardins e o Teatro Olímpico. Reconhecida como a capital da gastronomia do Vêneto, Treviso também se destaca por ser uma cidade elegante e refinada, comumente lembrada por seus monumentos medievais.

Mas o Vêneto também é natureza. As províncias de Belluno e Rovigo, com paisagens de tirar o fôlego, oferecem ao visitante um espetáculo inédito e surpreendente.  Belluno é a porta de entrada para as Dolomitas, reconhecidas como as montanhas mais belas do mundo e declaradas Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Já Rovigo, ao sul da região, abriga o Parque do Delta do Pó, dotado de um cenário fantástico, no qual se alternam dunas, campos cultivados, canais, margens e burgos antigos.

Incorporam-se a estas belas paisagens o Lago de Garda, considerado o maior da Europa, e a Pedemontana, área de colinas que produz alguns dos vinhos mais famosos do mundo, como o Amarone dela Valpolicella e o Prosecco Superiore di Conegliano.

Foto: Divulgação

E, por fim, Veneza, considerada a rainha do Vêneto. Com seu grande patrimônio artístico, histórico e paisagístico, a cidade surge no meio da Lagoa de Veneza em um arquipélago de 118 pequenas ilhas interceptadas por 150 canais, ligados entre si por mais de 400 pontes. Navegar pelo Grande Canal é a melhor maneira de conhecer Veneza. Uma verdadeira cidade de contos de fadas, que ainda reserva 100 km de praia, com um dos mares mais limpos da Itália.

Com uma oferta turística completa e ilimitada, o Vêneto confirma o status de quarto destino europeu de preferência dos viajantes. Visitar a região é desfrutar de um bem-estar global.

 

Comentário 1

  • Angela Cortez10/01/2014 em 02:44

    Linda a matéria !!!!

  • Adicionar comentário