Twiggy

 

“Não importa quantos anos tenha, você deve estar sempre estilosa e em dia com as tendências”

Foto: Divulgação

Assim sugere hoje, a primeira “top model” do mundo Twiggy cuja foto no nosso portal, anuncia a volta dos cílios.

Sua passagem pelo glamoroso mundo da moda foi rápida, mas extremamente representativa.

Na efervescente Londres dos Beatles, da mini-saia, do “flower Power”, contrapondo-se ao padrão feminino da época que ditava formas arredondadas e muita sensualidade, surge Lesley Hornley, que adotou seu apelido twig – graveto em inglês, como nome artístico. A jovem londrina Twiggy aos 16 anos, virou ícone dos anos 60 de um mês para o outro literalmente.

Seu namorado Justin de Villeneuve, que na verdade se chamava Nigel Davis, típico “baby-boomer” antenadíssimo, resolveu investir na ingênua namorada, na certeza de que ela iria revolucionar o conceito da beleza feminina vigente.

Em janeiro de 1966, a desencanada menina, deixou o então hair-stylist Leonard cortar e descolorir suas madeixas. Saindo com o novo visual, pegou um ônibus numa boa e foi fazer pela primeira vez na vida, um ensaio fotográfico no estúdio de Barry Lategand.

Com certeza, Justin fez parar as fotos nas mãos da editora do Daily Express, Deidre McSharry no dia seguinte. Em 23 de fevereiro – um mês depois -Twiggy estampava a primeira página do jornal, sob o título FACE Of 66.

Esta Deidre jogou pesado ao impor uma magricela, com ar angelical, cabelos curtos, tipo andrógeno, com cílios enormes, como o novo padrão de beleza feminina e… ganhou!

Mary Quant na mesma hora tornou Twiggy sua musa. Aí então, ninguém segurou mais a garota. Aonde ia, fazia tanto sucesso quanto os Beatles, sendo seguida por multidões. Como Londres na época ditava moda, em dois tempos já estava ela em Nova York, com a maior fama de estrela frequentando altíssimas rodas.

Nestas alturas, já tinha boneca Twiggy, caneta Twiggy, cabides Twiggy… Ela emprestou seu nome a tantos produtos, que aos 20 anos já estava multimilionária.

Passados 3 anos de fama, ela cansou de servir de “cabide toda sua vida” e resolveu entrar para o cinema. Era tão danada que aprendeu a sapatear para poder compor seu personagem no “The boy Friend” e simplesmente ganhou dois Globos de Ouro.

Ao se casar com o ator Michael Whitney jogou tudo pro alto e foi se dedicar ao novo projeto- criar uma família. Enquanto não chegava a filha Carly, começou a escrever a primeira de suas três autobiografias.

Mas deve ter se entediado um pouco, pois em 1978 resolve colocar a sapatilha de novo e pelo musical “My One and Only” arrebatou um Tomy Award. Nestas alturas, seu marido tem um ataque fulminante e Twiggy resolve voltar para Londres.

Sua estadia no país de origem durou pouco tempo. Enquanto filmava “Madame Sousatzka” conheceu seu novo marido e acabou indo para Los Angeles.

Claro que virou apresentadora de TV, ganhando seu próprio programa “Twiggys People”, onde entrevistava estrelas.

Em 2001 voltou para o mundo da moda, lançando uma linha de roupas e produtos cosméticos.

Mas bateu a saudade de Londres e para lá não só voltou como retomou a carreira inicial. Virou modelo da cadeia de revistas britânicas Mark Spencer e lá vive hoje em dia.

Aos 60 anos, virou musa dos cosméticos Olay. Atualmente descobriu-se cantora, assina uma linha de aromaterapia e se dedica a causas sociais, sendo militante ativa da PETA – People for Ethical Treatment of Animals.

Definitivamente, Twiggy não veio de férias para a Terra.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

 

Comentários 8

  • Ana Boucinhas21/11/2012 em 00:02

    Era nossa musa mesmo. bjs querida

  • Vera de Souza Nazareth de Toledo20/11/2012 em 22:48

    Aninha,

    Realmente ela marcou uma época. Era uma gracinha, super estilosa.Adorava as roupas que ela usava e copiei muito seu estilo. Bjs,
    Vera de Souza Nazareth de Toledo e Silva

  • Cecilia Machado26/06/2012 em 18:04

    Ana, sou amiga da Marilena F.B. que me falou do teu blog que AMEI ! Li o que pude, no pouco tempo que disponho e quase não consigo sair daqui de dentro ! Foi muito bom ter noticias da Twiggy… estudei moda em Londres em 1965 e por lá fiquei mais uns anos… boas lembranças. Parabéns pelo Blog ! Um beijo, Cecilia

    • Ana Boucinhas21/11/2012 em 00:01

      Amiga da Marilena vira minha amiga de infância na hora.kkk Menina ter estudado moda no santuario de então deve ter sido o MAXIMO !!!!
      bJS e obrigada pelo carinho querida.

  • Fulgenzio Siciliano23/05/2012 em 19:28

    I couldnt have said it any better to be honest! keep up the awesome work. You are very talented & I only wish I could write as good as you do 🙂 …

  • Suzy Bernard17/05/2012 em 12:05

    Adorei, quem tem estilo nunca o perde.

  • renata de camargo menezes15/05/2012 em 13:41

    Ana Boucinhas, que chiquerrimo este artigo!!!

  • Adicionar comentário