Tóquio

 

Visitar Tóquio pode não ser uma tarefa tão fácil: seja pela distância, pelos preços altos ou mesmo pela dificuldade do idioma. Mas você verá que qualquer sacrifício vale à pena quando se defrontar com a rica (e intrigante) cultura e todas as surpresas que a capital japonesa reserva para sua estadia.

Há quem diga que a cidade é feia, cinza e uniforme. Outros acham que o trânsito caótico e a multidão desordenada assustam. Discorde e vá descobrir por você mesmo. Tóquio não é nem feia nem bonita, nem super moderna nem antiga. Aguce sua sensibilidade e descubra as sutilezas ocultas dessa metrópole.

Tóquio é a cidade da moda. E dos modismos. Se no verão reinavam as “gyaru” (do inglês girl) e seus celulares coloridos com antenas piscantes e você pode ouvir a cantora pop Utada Hikaru cantando “Fly me to the Moon” por toda a cidade, o inverno promete ser o Natal dos celulares com tela colorida (256 cores), com câmera digital embutida. É fotografar e enviar a foto na hora.

O visual alegre e multicolorido das “gyaru” dá lugar a um visual mais sofisticado, mas ainda extravagante baseado nas pashiminas (espécie de cachecol mais largo, feito de lã) e nas mini-saias, mais curtas ainda.

E o hype agora é ouvir a balada “Everything” na voz de Misia, diva pop que consagrou o rythm & blues definitivamente no país.

Por que você precisa saber isso? Porque em Tóquio tecnologia, moda e música são fatores fundamentais. Além da comida, é claro.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Texto: Marcelo Katsuki Folha on line

 

Adicionar comentário