Dança do Alfa

 

Temporada de Dança do Alfa tem grupos de renome internacional

A edição deste ano da tradicional Temporada de Dança do Teatro Alfa (zona sul de São Paulo), que tem início no dia 31 de julho, traz seis companhias e internacionais de grande destaque.

Foto: Divulgação

 

CIRQUE PLUME (França)
31 de julho e 1 a 5 de agosto

É a segunda vez que que a companhia se apresenta no Alfa –a primeira foi em 2006. Este ano, o grupo traz o espetáculo “L’Atelier du Peintre”. São 14 artistas que entram em um ateliê, apropriam-se das ferramentas e dos gestos comuns aos pintores e, a partir de suas obras, conduzem o público a uma viagem na imaginação do pintor.

GRUPO CORPO (Brasil)
8 a 12 e 15 a 19 de agosto

O grupo mineiro resgata duas coreografias de seu repertório: “Benguelê”, que exalta a herança africana na cultura brasileira, e “Sem Mim”, que se baseia no antigo cancioneiro medieval galego-português.

Foto: Divulgação

 

BALLET DO THEATRO MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO (Brasil)
31 de agosto e 1 e 2 de setembro

O grupo apresenta o espetáculo “Gala Roland Petit”, que traz duas coreografias do aclamado coreógrafo francês Roland Petit: “Carmen”, sobre o trágico romance entre a cigana Carmen e o soldado Don José e música de George Bizet, e “L’Arlesiènne”, inspirada nas pinturas de Van Gogh, que trata do casamento entre Frederi e Vivette, tragicamente terminado pela sombra de Arlesiènne, amor proibido do jovem Frederi.

SÃO PAULO COMPANHIA DE DANÇA (Brasil)
-14, 15 e 16 de setembro_

Inspirado pela “Bachianas Brasileiras nº 1”, de Heitor Villa-Lobos, o coreógrafo Rodrigo Pederneiras criou para a São Paulo Companhia de Dança a “Bachiana n°1”. O grupo apresenta também “In the Midlle, Somewhat Elevated”, peça neoclássica de William Forsythe baseada na percepção da velocidade.

Foto: Divulgação

 

CIA DCA – PHILIPPE DECOUFLÉ (França)
21, 22 e 23 de setembro

Além de bailarino e coreógrafo, Philippe Decouflé é clown e cineasta. Misturando efeitos especiais, utilização da cor e linguagens cênicas, criou “Octopus”, peça em oito poemas coreográficos com solos, duos e coreografias de conjunto executados por oito bailarinos e dois músicos (piano, violoncelo, violão, címbalos e canto).

LEGEND LIN DANCE THEATER (Taiwan)
9, 10 e 11 de novembro

“Chants de la Destinée” é o espetáculo que fecha uma trilogia iniciada em 1995, em homenagem à alma da terra e da natureza. Em cena, 20 bailarinos e músicos, de rigor e apuro corporal raros, evocam o canto do xamã para acompanhar um conto que fala de um país de beleza indescritível, de um rio místico e de uma misteriosa águia.

Foto: Divulgação

 

Teatro Alfa – r. Bento Branco de Andrade Filho, 722, Jardim Dom Bosco, zona sul, São Paulo, SP

As assinaturas podem ser feitas pelo site teatroalfa.com.br ou pelos telefones 0/xx/11/5693-4000 e 0300.789.3377

Fonte: guia.folha.uol.com.br

 

 

Adicionar comentário