Suplementos

 

Loucos por Suplementos

 

Eles praticam esporte, se alimentam bem, tomam sol, dormem corretamente, não fumam, não bebem. Isso basta para ter uma vida saudável, certo? Errado – pelo menos para um determinado grupo de corredores. Para eles, é necessário ingerir suplementos, vitaminas e assemelhados para ficar em forma, para ajudar e acelerar na recuperação e também prevenir doenças e brecar o envelhecimento.

Há pessoas de todas as idades que consomem esses produtos. Porém, quanto mais o tempo passa, maior parece ser a procura. Acima dos 50 anos – e especialmente mulheres -, elas querem não só estar em forma, como também caminhar rumo a uma maturidade saudável.

“Além da preocupação com a performance, o corredor deve pensar na prevenção de desgastes e doenças, como é o caso das mulheres que podem ter deficiência de cálcio”, diz o médico nutrólogo Thiago Volpi.

Tomar ou não suplementos – alguns da “moda” e outros mais específicos às necessidades pessoais – gera polêmica semelhante a temas como “correr ou não  descalço” e “treinar ou não com assessoria”.

Como em todas essas discussões encontramos posições divergentes. O que vale, no entanto, é a reflexão – até porque não existe uma fórmula certa ou errada.

“O tipo de suplemento deve ser escolhido de acordo com a necessidade individual, analisada com o auxílio de profissional capacitado através de exames laboratoriais e clínicos”, explica o endocrinologista Rafael Silvestre Knack, especialista em medicina do esporte.

 

Foto: Divulgação

 

 

Fonte: www.contrarelogio.com.br

Por Yara Achôa

 

 

 

 

 

 

Adicionar comentário