Reserva Biológica Marinha do Arvoredo

Boa notícia para mergulhadores e para quem curte a natureza!

Foto: Divulgação

Diversas ilhas, até agora fechadas à visitação poderão em breve ser visitadas. Isto porque a Câmara analisa proposta que permite a visitação pública das ilhas de Galés, Arvoredo e Deserta e do Calhau de São Pedro, ao norte da ilha de Santa Catarina. A medida está prevista no Projeto de Lei 4198/12. A proposta transforma o conjunto, que compõe a Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, em Parque Nacional Marinho do Arvoredo.

Foto: Divulgação

Nas reservas biológicas, é proibida a visitação pública, exceto se o passeio tiver objetivo educacional, de acordo com regulamento específico. Já nos parques nacionais, a visitação é permitida, desde que sejam atendidas as regras do plano de manejo da unidade.

O deputado Rogério Peninha Mendonça explica que a região em Santa Catarina era um pólo de turismo e mergulho recreativo desde a década de 1980 e que, a partir de 2000, com a instituição do Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza mergulho ficou restrito ao sul da ilha do Arvoredo, área que não faz parte da reserva biológica.

“É possível conciliar a conservação com o mergulho recreativo e a visitação. A transformação da reserva biológica em parque nacional viabilizará o desenvolvimento sustentável dos municípios vizinhos, com a geração de emprego e renda em harmonia com a natureza”, argumenta o parlamentar.

Foto: Divulgação

Conforme o texto, o Parque Nacional Marinho do Arvoredo será administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), que deverá adotar as medidas necessárias à sua efetiva implantação e proteção.

Vamos torcer para em breve termos mais um santuário possível de ser visitado e devidamente respeitado. “Quem guarda, tem!

Foto: Divulgação

 

Adicionar comentário