Pilates

 

Mas afinal, o que é Pilates?

Foto: Divulgação

O método Pilates tem como base, os princípios criados por Joseph H. Pilates e associa a estes, os conceitos de Rolfing, Polestar, Feldenkrais, Power Yoga, stretching, Fisioball, Gyrokinesis e outras técnicas de conscientização corporal e teorias de controle motor.

Com a certeza de que os músculos devem ser fortes e flexíveis para se manterem bonitos e saudáveis, o Pilates fortalece os músculos fracos, alonga os músculos que estão encurtados e aumenta a mobilidade das articulações. Movimentos fluentes são feitos sem pressa e com muito controle para evitar estresse. O alinhamento postural é importante em cada exercício, ajudando na melhora da postura global do indivíduo.

Assim, a força, a tonificação e o alongamento são trabalhados de dentro para fora do corpo, tornando-o forte, bonito, saudável, harmonioso e elegante.

Foto: Divulgação

 

As aulas apresentam: 

– Exercícios suaves e eficazes;

– Poucas repetições de cada movimento;

– Grande repertório de exercícios;

– Aulas únicas, evitando monotonia;

– Uso de aparelhos e acessórios criados especialmente para os exercícios;

– Resultados rápidos e duradouros;

– Construção de uma postura correta e natural;

– Não há desgaste físico.

 

Benefícios: 

– Aumenta a resistência física e mental;

– Alongamento e maior controle corporal;

– Correção postural;

– Aumento da flexibilidade, tônus e força muscular;

– Alívio das tensões, estresse e dores crônicas;

– Melhora da coordenação motora;

– Maior mobilidade das articulações;

– Estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue;

– Facilita a drenagem linfática e eliminação das toxinas;

– Fortalecimento dos órgãos internos;

– Aumento da concentração;

– Trabalha a respiração;

– Promove relaxamento.

Foto: Divulgação

O Pilates é agradável, fácil e traz resultados rápidos. Qualquer pessoa, com mais de 12 anos e em todos os níveis de condicionamento físico pode praticá-lo. Experimente!

 

Texto: Valéria Alvin Igayara de Souza

Comentários 2

  • Ana Boucinhas13/08/2012 em 11:16

    Querida Ruth

    Fiquei super contente com seus comentários,sobretudo em ver a sua identificação com a nossa proposta.
    Aliás,esta historia do novo idoso está na crista da onda a nivel interna
    cional,pois felizmente a expectativa de vida cresceu muito .
    Jà que estamos com saude ,com filhos criados e aposentadas…uauuu.
    Nos sobrou o que mais faltava- tempo.
    Realmente é dificil descobrir onde aplica-lo no inicio.Mas ouvindo a voz do coração ,o caminho acaba aparecendo.Mas…nao se deixe ver muito disponivel,pois vai virar “quebra-galho” da familia.rs
    Com certeza bailes da saudade e baile da terceira idade se correspondem
    Em S.P.tem muitas aulas de dança de salão,que são muito divertidas,pois
    as turmas costumam se reunir e ir dançar com os colegas .Nâo sei se aí tambem tem.
    O negocio é ir procurando e testando o fio da meada.Quando achar, a vida fica deliciosa,pois poucos compromissos e muitas satisfações.
    boa sorte e vamos trocando figurinhas,pois estamos todos no mesmo barco.
    abração

  • ruthduarte12/08/2012 em 15:45

    PREZADA AMIGA ANA MARIA, TIVE ACESSO A SEU ENDEREÇO ATRAVÉS DE UMA PUBLICAÇAO QUE VEICULA AOS DOMINGOS EM MINHA CIDADE,” D SEMANAL “- BELEM DO PARÁ – EM UM JORNAL LOCAL, O DIARIO DO PARÁ, AOS DOMINGOS, INTERESSANTÍSSIMAS SUAS COLOCAÇOES, EM ESPECIAL A QUE ME CHAMOU MAIS ATENÇAO FOI : BAILES DE TERCEIRA IDADE JAMAIS, POR INCRIVEL QUE PAREÇA É O QUE EXATAMENTE EU PENSO, AGORA FIQUEI COM UMA DUVIDA, AQUI EM MINHA CIDADE TEM OS CHAMADOS BAILES DA SAUDADE,É A MESMA COISA QUE BAILES DA 3A. IDADE? TAMBEM SOU GRADUADA EM DIREITO E JÁ APOSENTADA DO SERVIÇO PÚBLICO, SOLTEIRA, TENHO 03 FILHAS, E ESTOU A PROCURA DO QUE FAZER PARA OCUPAR O TEMPO,UM FORTE ABRAÇO.

  • Adicionar comentário