Pelas ruas de patins!

 

Se você acha que aposentou o aprendizado esportivo, prepare-se para sair voando… de patins! Competidores com mais de sessenta anos estão acontecendo com a ajuda de todinhas sob os pés.

Foto: Divulgação

Existe uma equipe chamada Gotcha Roller Team comandada pelo professor de educação física Marcel Lionese que também é técnico da seleção brasileira de patinação de velocidade na categoria máster (a partir de 30 anos) que agrega atletas com 66, 70 e 75 anos que colecionam títulos na patinação de velocidade. Almir Gonçalvez, atual campeão paulista de patinação de velocidade, aos 66 anos afirma que “se soubesse que era tão bom, tinha começado antes”!

Foto: Divulgação

O treinador Marcel contou à repórter da Folha de São Paulo, Regiane Teixeira, que já  recebeu uma senhora que começou a patinar aos setenta anos. Assim, ninguém deve se acanhar, pois com a orientação correta e os itens de segurança apropriados não há riscos maiores na prática deste esporte que proporciona muita adrenalina e divertimento.

Rafael Romano, diretor técnico da Confederação Brasileira de Hóquei e Patinação esclarece que “é raro o caso de alguém nesta idade se importar apenas com a competição. Eles se preocupam com a qualidade de vida”. Fazem parte da entidade 150 patinadores sendo 12 afiliados jovens com mais de sessenta anos.

A corrida de rua, pelo impacto nas articulações, afasta muito praticante o que já não ocorre com a patinação, que passa a ser uma alternativa que exige menos esforço físico para a velocidade e emoção que garante. Vale à pena conferir: gotcharollerteam.com.

Como maratonista, estou considerando seriamente em abraçar esta modalidade esportiva, como opção de exercício entre os treinos de corrida, cross-training, já que vai mexer com grupos musculares diferentes e melhorar por certo minha performance. Quem não se mexe atrofia então vamos lá: todo mundo fora da cadeira!

Comentário 1

  • Maria Eugenia Cerqueira24/07/2012 em 00:07

    Gente já estou na segunda aula e consegui dar uma volta na pista do Parque Villa Lobos – claro que com a professora Thamires de anjo da guarda ao lado, na base do ” só vou se voce for”…Fora um tombo irrelevante na primeira aula, na segunda sai sem rol de avarias! Estou me sentindo às portas das Olimpíadas!!! Aguardem-me!!!

  • Adicionar comentário