O futuro da moda

 

Recentemente, vi uma reportagem que defendia algo interessante e, acredito que até mesmo um pouco polêmico: o surgimento de uma moda unissex. Segundo os entrevistados, em um futuro próximo, chegaria o momento em que não existiria mais uma moda masculina e uma feminina, mas sim peças que simplesmente poderiam ser usadas por quem se interessasse por elas.

Um dos argumentos citados estava no fato da moda acompanhar comportamentos e funcionar quase como um espelho deles. Sendo assim, nada mais normal do que refletir a crescente igualdade dos sexos. Mulheres já não lideram as cozinhas como antigamente, mas sim enormes empresas, ocupando cargos que antes eram estritamente masculinos. Já os homens, por outro lado, estão também cada vez mais envolvidos com afazeres domésticos, destruindo parte dos antigos estereótipos.

Foto: Divulgação

Os papéis não estão se invertendo, mas se misturando. A praticidade também já não fica mais apenas do lado masculino. Muito pelo contrário. Se há alguns anos mulheres não usavam calças, atualmente elas vão além, em busca de uma moda que supra as suas necessidades também de conforto para um cotidiano atribulado. E os homens, que antigamente eram rotulados como aqueles que não se importam muito com o que vestir (apenas com a sua praticidade), estão cada vez mais inseridos no assunto.

Como reflexo dessas tendências de comportamento, estão as tendências das passarelas. Cortes retos, ternos, diferentes tipos de decote, calça skinny… Elementos masculinos e femininos se misturam e assumem um novo rosto. Repaginados ou em sua forma mais clássica, eles saltam da moda feminina para a masculina e vice-versa. Muitas dessas tendências apenas nascem e morrem nas passarelas, mas outras vão paulatinamente ganhando as ruas e provando que a ideia de uma futura moda unissex é sim plausível.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A polêmica surge, por outro lado, com aqueles que defendem a individualidade de cada sexo, acreditando que deve ser preservada a essência de cada um deles. Mulheres com sua moda feminina, homens com a sua masculina, deixando transparecer em estilo diferenças imutáveis. Mas a ideia de certa androginia que viria com a moda unissex reflete uma verdade básica: que em cada um existe um pouco do feminino e do masculino, nunca apenas um lado.

De uma forma ou de outra, ainda que com toda a polêmica e diferentes opiniões rondando o assunto, a tal moda unissex está ainda distante de acontecer. Já aparece progressivamente nas passarelas, mas para chegar às ruas ainda tem todo um caminho de convenções e preconceitos para percorrer.

Até nosso próximo encontro!

Foto: Divulgação

 

Por Carla Lima

Adicionar comentário