Mãos das divas

 

Conheci Martha Graham nos anos idos quando ainda toda a minha vida estava voltada á dança. Uma revolucionária que fez da dança uma pura expressão da emoção. Aos 93 anos encontrei-a dirigindo ainda coreografias com luvas escondendo as mãos da vista dos outros. Perguntando, soube que as manchas senis tomaram conta das expressivas mãos que tanto obedeci. Agora que o sol está com inclinação favorável é possível se dedicar e melhorar a aparência das mãos. 

Foto: Divulgação

Manchas marrons, (mais conhecido como manchas de sol ou de idade) e sardas, são produzidas a partir de uma quantidade excessiva de melanina liberada na pele para proteção. A melanina é produzida pelo organismo para absorver raios UV do sol e evitar que estes raios penetrem nas camadas mais fundas da pele. Estas manchas diferentes das sardas  são chamadas de manchas senis. 

As sardas (efélides) são mais comuns em pessoas de pele clara, são planas, manchas circulares pequenas que aparecem após a exposição à luz solar e permanecem por um longo período. Elas variam de cor que vai do vermelho, amarelo e bege, a marrom ou preto. A grande diferença e que as sardas desaparecem ou se dissipam completamente quando a exposição ao sol é reduzida ou eliminada. Comuns para ambos, homens e mulheres começam em proporções iguais. 

Foto: Divulgação

Já as manchas senis, também conhecidas como manchas solares ou manchas marrons, (lentigos) aparecem mais tarde na vida e em qualquer tipo da pele. Elas são pequenas, manchas marrons ou pretas que tendem a ser mais escura do que uma sarda. Os pontos das manchas senis são causadas por sobre-exposição ao sol e são considerados um sinal de  danos para a pele. Elas podem aparecer na parte de trás do pescoço mãos e face, geralmente aparecem em pessoas mais idosas. Ao contrário de sardas manchas não desaparecem quando não há exposição solar, não sou eliminadas ou reduzidas. 

Outro fator para a descoloração da pele são os hormônios e as condições de saúde. Uma tireóide hiperativa, distúrbios do metabolismo ou má função hepática, afetará o tom de pele. Se este for o caso, você precisa procurar um profissional médico para descobrir a origem e melhorar a aparência. 

Sardas e manchas da idade são produzidas na camada superficial da pele, por isso vale a pena investir e tratar até um clareamento completo. 

Existem dois tipos de envelhecimento da pele: o intrínseco ou crono envelhecimento, que é a degeneração natural do organismo, e o extrínseco ou foto envelhecimento, provocado principalmente pela exposição ao sol. 

O processo varia conforme a raça e o sexo. Você pode optar por inúmeros tratamentos. Os peelings, emprego de ácidos e laser, cauterizações químicas, dermoabrasão ou uso de luz pulsada, mas, além destes, eu recomendo alguns tratamentos caseiros que também são eficientes e deixam a pele da mão como a de um bebê.

Foto: Divulgação

 

SALSINHA 

Antes de colocar um creme faça um suco de punhado de salsinha. Coloque a mesma quantidade de limão. Embeba um algodão e aplique sobre as manchas. Não seque .

Foto: Divulgação

 

IOGURTE

Lave a área onde tiver mancha com leite azedo. O ácido láctico irá proporcionar um efeito peeling suave sem irritar ou secar a pele. Deixe por 20 minutos e depois enxague.

MÁSCARA 

Misture um quarto de xícara de iogurte natural com: 

– 1 colher de sopa de vinagre de maçã ou mesma quantidade de suco de maçã;

– Adicione 1 colher de café de suco de limão;

– 1 colher de sopa de suco de aloe-vera (a nossa babosa)

– Acrescente farinha de aveia (coloque a máscara sobre as manchas e deixe até secar). 

Foto: Divulgação

 

Um alerta, os produtos naturais são fotossensíveis todos em contato com sol podem produzir manchas. Depois de aplicar os clareadores naturais deve se tirar qualquer resíduo aplicando água morna em profusão e ao sair a recomendação sempre a mesma, cubra a área tratada com um protetor ou bloqueador. 

O cuidado vai reduzir a aparência de pigmento adicional causado pelo envelhecimento, mudanças hormonais e danos do sol. Chegando assim aos 100 anos muito jovem.

 

 

Adicionar comentário