Magia do Natal

 

O calendário internacional é repleto de datas festivas.

Mas o Natal… Ah! Nenhuma festa supera o brilho que ele traz para o planeta! Já em meados de novembro, cidades do mundo inteiro começam a se enfeitar. A efusividade é tão contagiante que até em países onde a origem da festa não faz parte da cultura, a quantidade de luzes piscando indica a cumplicidade com a alegria que parece emanar da Terra.

Crises de qualquer natureza são ofuscadas e poucos são os que se incomodam com os inesgotáveis apelos comerciais. No caótico trânsito das cidades cosmopolitas, a alma se distrai ao deparar com árvores revestidas de brilho, com renas soltas no espaço e anjos miraculosamente saltitantes.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Nas pequenas cidades, parece até haver competição entre os vizinhos. Mas não há disputa, apenas cada um dando sua contribuição para saudar as figuras do Natal. Do Alaska ao Cabo Horn, da Lapônia ao Cabo das Agulhas, de Taimir ao Timor Leste, da Papua a Nova Zelândia, a musicalidade natalina é ouvida e interpretada pelos 6.7 mil idiomas distribuídas entre os quase 7 bilhões de habitantes da Terra. Papai Noel com sua barba branca impõe sua presença, como se viesse do além para abençoar o mundo. O respeito à figura é tão grande, que não se permitem aculturações. Seu traje invernal permanece intocável, mesmo em países onde no Natal estão todos suando esbaforidos.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

No imaginário coletivo, todos incorporam o alto inverno e  a neve artificial torna-se o elo com a fantasia. Marketing forçado por comerciantes? Filmes divulgando a comemoração no ocidente? Igrejas ressaltando a importância de tin-tin ao Menino Jesus?

Seja a causa que for, ou a somatória delas, o importante é que se torna cada vez mais festiva e solene a data. As cidades do circuito Elizabeth Arden abrem com pompa e circunstância o alegre período.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Em Paris, o marco oficial é dado na Avenue Champs Elysees. No dia 22/11 aos parisienses. Em Nova York no dia 29 de novembro a árvore de Natal é erguida sob aplausos da multidão. No Rio de Janeiro,  a árvore da Lagoa Rodrigues de Freitas abre oficialmente a temporada da festividade e por aí vai, cada cidade dando as boas-vindas ao Natal com charme e requinte.

Papai Noel, todo mundo sabe, é claro, mora e organiza a distribuições de presentes na Finlândia. Mas é em Gramado onde ele curte mesmo a sua fama. Na romântica cidade existe o seu  maior show -room !!!

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Hipotéticos marcianos aproximando-se da Terra iriam testemunhar terem descoberto um planeta encantado, embrulhado para presente. Claro que nos tradicionais pacotes, votos de paz, fraternidade e amor acompanham os presentes.

Entrando no ritmo, desejamos que os entusiasmados amantes da vida neste período, resgatem a criança que foram um dia distaaaaaante e que consigam curtir a maravilhosa magia do Natal na sua amplitude.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Comentário 1

  • dalva martins29/11/2012 em 19:32

    Ana querida,
    apesar de um pouco pessoal este email queria te dizer que estamos em Dubai curtindo os filhotes e netos e me lembrei muito de vocês estes dias. Saudades, desejo de vê-los.De poder dar um abraço gostoso!
    Adorei lembrar de Paris nesta época, de Nova York e de Gramado e de tantos outros lugares onde curtimos o Natal durante tantos anos.
    Um Feliz e especial Christmas para vocês!!!
    bjs bjs, bjs……

  • Adicionar comentário