Harmonização

Aprenda a combinar vinhos com receitas de inverno

Sommeliere dá dicas para harmonizações impecáveis

Com a chegada do inverno nada melhor do que aproveitar o friozinho e reunir os entes queridos para desfrutar o melhor da gastronomia.  Nessa época optamos por pratos  mais  quentes como fondues, sopas e risotos.  A sommeliere  da Vinícola Salton, Carina Cooper, explica “As combinações entre os pratos e os vinhos são chamadas de harmonizações.  Para fazer a harmonização adequada avaliamos o vinho, o tipo da uva, o processo de vinificação, grau de amadurecimento e envelhecimento etc., e casamos com a estrutura do prato, a intensidade dos sabores e temperos. É importante que um sabor não se sobreponha  ao outro, eles devem se completar”.

Clássico Fondue de queijo  – O Fondue  é um prato originário da Suíça que geralmente mistura queijos derretidos  gruyère e emmental. Ele deve ser harmonizado com um vinho branco da uva Chardonnay, que é mais leve com um sabor que não se contrapõe ao gosto marcante do queijo.

Foto: Divulgação

Fondue de Chocolate – Para esta versão o ideal é que seja servido com um licor de sabor doce e intenso, por exemplo, o Salton Intenso, adequado para sobremesas com teor alcoólico de 15%.

Foto: Divulgação

Cassoulet de feijão branco – Por ser um prato muito encorpado e “macio” ele pede combinações que tenham a uva Merlot, também encorpada que nos remete a uma sensação mais aveludada no paladar.

Foto: Divulgação

Sopas em geral – Sopas são bem harmonizadas com vinho tinto leve, de sabor fresco e frutado.

Foto: Divulgação

Puchero –Este prato muito apreciado na Europa é a versão espanhola do cozido português. Por ser um prato feito com carne suína, grão de bico, feijão branco, batata etc, ele pede um vinho com textura média a encorpado, preferencialmente feito com uvas Cabernet Sauvignon.

Foto: Divulgação

Polenta com ragu de cordeiro– Para este prato o ideal é que seja servido com vinhos feitos da uva Merlot, pois são frutados, “macios” sem perder o sabor e presença para acompanhar o ragu.

Foto: Divulgação

 

Comentário 1

  • Elisa Niccolini18/07/2013 em 17:38

    Maria Eugênia,
    Gostei muito de conhece-la na casa de Santuza e também das propostas das Amantes da Vida !
    Espero poder colaborar !
    Abraço,
    Elisa
    11 – 99835 8414

  • Adicionar comentário