Grãos de ouro

Produto nativo das Américas, o milho atua na prevenção de doenças, é um aliado dos esportistas e pode ser consumido em todas as idades.

Polenta, broa, bolo de milho, pamonha, cuscuz, canjiquinha… A profusão de iguarias à base de milho é bem conhecida por todos os brasileiros. O que não é tão conhecido assim são as propriedades nutricionais e funcionais deste cereal, um dos mais consumidos no planeta.

Produto nativo das Américas, o milho, de fato, vem sendo recomendado por médicos, nutricionistas, fisiatras e outros especialistas, graças às suas propriedades. Trata-se, afinal, de uma excelente fonte de energia, produto rico em fibras e vitaminas e sais minerais, além de facilmente digerido pelo organismo.

Foto: Divulgação

Já o consumo regular de farinha de milho é uma excelente medida para prevenir distúrbios e doenças. Isso porque as farinhas produzidas pelas empresas que integram a Associação Brasileira da Indústria do Milho (Abimilho) são enriquecidas com ferro e ácido fólico. “E o ferro é um dos principais responsáveis pela formação de glóbulos vermelhos e, portanto, evita ou corrige a anemia, problema que pode afetar de 30% a 50% da população infantil de certas regiões do País”, diz a nutricionista Tamara Lazarini, gerente da área científica da divisão infantil da Danone Brasil e mestre em Nutrição Humana pela USP. Já o consumo de ácido fólico pela gestante evita o problema conhecido como espinha bífida (má-formação do sistema nervoso central do feto).

E a proteína do milho, quando associada a feijões ou ao leite, é quase completa, diz ela. “Já o óleo de milho, cuja gordura é polinsaturada, é uma das principais fontes de ômega-6 existentes, contribuindo para a prevenção de distúrbios cardíacos”, explica a nutricionista. Outra propriedade do óleo de milho é seu elevado teor de vitamina E, que previne ou evita a ação dos chamados radicais livres.

O milho pode ser consumido diariamente por crianças, jovens, adultos e idosos, em quantidades diferenciadas e adaptadas. Versátil, o grão pode ser preparado na forma de bolos, pamonhas, doces em geral, salgados, sucos, sorvetes etc., diz a nutricionista.

Eficiente na prevenção de doenças, o milho também é indicado para esportistas, como lembra Marcio Atalla, professor de Educação Física e pós-graduado em nutrição, aplicada à atividade física e a doenças crônicas, pela USP. “É excelente que o milho faça parte da alimentação das pessoas, inclusive por praticantes de atividade física”, diz Atalla, que que ficou conhecido do público pela sua participação no quadro “Medida Certa”, do programa Fantástico, da TV Globo.

Por se tratar de uma rica fonte de energia, o grão pode ser importante aliado em programas de preparação física, exercícios aeróbicos, dentre outras modalidades de atividade.

“Acredito que é importante o consumo de alimentos diversificados, pois aumentam a variedade de nutrientes, vitaminas e minerais que vamos dar ao nosso corpo. Por isso, a alimentação deve ser sempre variada e rica. O milho, sem dúvida, deve integrar esse cardápio, mas não podemos esquecer todos os outros grãos e seus valores nutricionais”, assinala.

Foto: Divulgação

 

Adicionar comentário