Grace Kelly nos cinemas

 

Finalmente a história de um dos maiores ícones de beleza, moda, cinema e da realeza virou filme. Sim, caro leitor, estamos falando de Grace Kelly, diva das mais marcantes de Hollywood e também princesa de Mônaco. Depois de anos de disputa entre produtoras, a Stone Angel, do produtor e ator Pierre-Ange Le Pogam, comprou os direitos de Grace of Monaco, do roteirista (ainda pouco conhecido, mas visto como nova aposta da sétima arte) Arash Amel.

Foto: Divulgação

Segundo informou o Hollywood Reporter, o longa deverá seguir a linha de O Discurso do Rei, de Tom Hooper, e a trama será centrada num período de seis meses em 1962, em que a princesa teve um papel decisivo para o principado, ao evitar um golpe de estado no Mônaco. Nicole Kidman foi a escolhida para viver a famosa atriz Grace Kelly no filme “Grace of Monaco”.

Foto: Divulgação

Grace foi uma das atrizes mais famosas de Hollywood, tendo estrelado clássicos como “Janela Indiscreta”, “Ladrão de Casaca” e “Disque M para Matar”. Na sua carreira ela ganhou um Oscar de Melhor Atriz pelo seu papel em “Amar é Sofrer”.

Porém, em 1956 ela se casou com o Príncipe de Mônaco e abandonou o cinema para se dedicar ao seu novo país. E é justamente essa etapa da vida dela, que o novo filme “Grace of Monaco” retrata.

Foto: Divulgação

Nicole Kidman interpreta a princesa na década de 60 quando Mônaco enfrentou uma grande crise, com o presidente francês Charles De Gaulle ameaçando a soberania do país. Na disputa, Grace teve um papel político fundamental para proteger e manter o principado independente.

Quem interpreta o marido de Grace, o Príncipe Rainier III, é o ator Tim Roth. Não se sabe se o filme vai mostrar a trágica morte da princesa, que sofreu um acidente de carro e caiu de um desfiladeiro em Mônaco, em 1982.

Foto: Divulgação

 

Sinopse:

O casamento de Grace Kelly (Nicole Kidman) e o príncipe Rainier III (Tim Roth) foi considerado um conto de fadas na vida real quando aconteceu, em 1956. Entretanto, cinco anos mais tarde e com dois filhos, a verdade é que Grace está insatisfeita com a vida no palácio e o distanciamento do marido. A chance de novamente sentir-se útil surge quando seu velho amigo, o diretor Alfred Hitchcock (Roger Ashton-Griffiths), a convida para retornar ao cinema como protagonista de seu próximo filme: “Marnie – Confissões de uma Ladra”. O problema é que Rainier é terminantemente contra e, ainda por cima, está envolvido com uma ameaça vinda do presidente francês Charles de Gaule (André Penvern): caso Mônaco não pague impostos à França e acabe com o paraíso fiscal existente, o principado será invadido em seis meses. Em meio às inevitáveis tensões, Grace e Rainier buscam resolver seus problemas tentando evitar que eles causem o divórcio.

Foto: Divulgação

 

Adicionar comentário