Envelhecer não é para “Principiantes”

por Ana Boucinhas

Certa está a Rita Lee: “Envelhecer não é pra principiante”. Não é mesmo!!!

Sobretudo para as mulheres vaidosas, dar adeus à pele naturalmente esticada da juventude… despedir-se da agilidade natural do físico, perder os acostumados olhares que enchiam a vaidade de orgulho e passar a ser quase transparente… é uma tremenda dureza… Principiantes preferem dar adeus à vida e recolherem-se em si mesmas.

Falemos das famosas estrelas de cinema, para nelas exemplificar o grau de maturidade.

A ícone Greta Garbo é um exemplo dos grandes de uma típica aluna do Jardim de Infância da Vida. Por uma série de motivos, dentre os quais a perda da beleza da juventude, passou as últimas cinco décadas da sua existência trancafiada em um apartamento em New York – de onde só saia quase que camuflada para visitas aos médicos.

A outrora deslumbrante Brigite Bardot fez o caminho oposto. Ao sentir que o tempo se aproximava, ligou o dane-se para a velhice a passou a ser protetora dos animais.
Na sua luta, abandonou os cuidados pessoais e, pelas fotos hoje divulgadas, não há nelas sinais de alegria, mas só de preocupação com os resultados de sua incansável batalha. Faz a linha da aplicada Secundarista Rebelde. Aluna excepcional, pois se dedica inteiramente para a super importante causa, mas seu aspecto totalmente desencanado de vaidade não é o que se espera de uma idosa do século XXI.

A ainda maravilhosa Sophia Loren é outra que também não abraçou a velhice com sabedoria. Faz o que pode e o que não pode para merecer os holofotes por onde passa. Mas pelo que consta, sua única preocupação é esta. Quando se prepara para dormir e retira todo o seu aparato, deve tomar 30 gotas de Rivotril diante da sua realidade física mostrada no espelho. Não há o que cole a pele que a falta de colágeno descolou !!! E a alma… capota no sono sem o menor brilho…

Para mim, dentre as tantas e tantas famosas, a única que assume com a maior galhardia a velhice é Jane Fonda. Esta sim é PHD na vida. Qual o seu segredo a ser espalhado para todas as mulheres ?



1 – Sem a menor dúvida, os exercícios físicos decantados nos seus vídeos. Não para resgatar o corpinho da juventude, mas para se livrar dos desconfortos trazidos pela fase da linda “ave condor”: com dor no joelho, nas costas, nos pés e por aí vai caminhando… 

2 – No brilho dos seus olhos vislumbra-se aceso o entusiasmo que sempre a movimentou. Na década de 1970, tornou-se uma tremenda ativista política. Ao casar-se com o milionário Ted Turner, não deitou nos louros da vitória. Já tinha seguido uma brilhante carreira no cinema e podia ficar consumindo, consumindo e consumindo. Mas nada disso! Reativou a execução dos vídeos sobre ginástica aeróbica e preparação física – que, aliás, já tinham vendido 17 milhões de cópias só nos Estados Unidos em 1982.

 

3 – Do divórcio aos dias de hoje, dá umas colheres de chá para o cinema, o que com certeza é muito divertido – trabalhoso, mas gratificante.

4- Atualmente, abraça a causa do “old is beautiful” (ok… exagerada liberdade poética da minha parte). Na verdade, corre os Estados Unidos proferindo palestras que enaltecem a importância de uma longevidade com graça e leveza. Ao preparar seus temas, coloca em atividade seus próprios neurônios. 

5 – Sem fixar-se na tirania da juventude, Jane Fonda carrega com tanta elegância seus 81 anos, que mereceu recentemente ser a capa da famosa e chiquérrima revista Vogue.

 

 

 

 

 

 

 

 

Não dá para brecar o envelhecimento do físico. Mas a juventude da alma pode ser carregada até ao final da vida. Nela mora o segredo que as principiantes desconhecem.


Comentário 1