Elizabeth I

Majestoso romance histórico remonta os últimos anos da lendária rainha da Inglaterra, Elizabeth I
Margaret George, uma das principais autoras de romances históricos da atualidade, mistura imaginação e erudição para trazer de volta à vida a maior e mais enigmática de todas as rainhas inglesas em Elizabeth I – o anoitecer de um reinado, permitindo aos leitores conhecer em primeira mão as decisões, triunfos e perdas dessa estadista sábia e previdente, mas também humana e passional.Quando a narrativa começa, em 1588, Elizabeth I é rainha há trinta anos, e o seu reino está prestes a ser invadido pela Invencível Armada espanhola. A grande soberana ainda é poderosa, mas acometida por calores da menopausa e necessitada de apontamentos para auxiliar a memória. Nesse mesmo ano morre o seu grande amor, o conde de Leicester, e ela vai perdendo para o tempo um por um dos seus amigos e conselheiros.

 

O leitor enxerga os últimos anos da rainha pelos olhos desta e pelos de sua prima Lettice, igualmente ruiva e parecida com ela em caráter, embora seja o seu oposto em personalidade e estilo de vida. Elizabeth pensa no bem do seu reino, Lettice procura vantagens para a sua família; Elizabeth é a Rainha Virgem, casada com o seu povo, ao passo que Lettice tem diversos amantes, entre eles o próprio William Shakespeare, e três maridos, um dos Leicester, o homem que Elizabeth mais amou.Por causa desse casamento, a rainha baniu a prima da corte e, desde então, uma rivalidade ferrenha entre essas duas mulheres inteligentes e fortes acarreta conflitos que acabam por envolver cortesãos e personalidades da época, como o filósofo Francis Bacon, o explorador Walter Raleigh e os dramaturgos Marlowe e Shakespeare.

Ao se tornar o último grande favorito de Elizabeth, o conde de Essex, filho de Lettice e do finado amor da rainha, revela-se uma das piores ameaças à sua vida e a tudo que ela construiu em quase quarenta e cinco anos de reinado.Com reconstituição de época impecável, narrativa envolvente e diálogos dignos do melhor roteiro de cinema, este majestoso best-seller compõe um retrato fiel da soberana mais formidável da Idade Moderna… e da única mulher que ela não conseguiu controlar.

Foto: Divulgação

Sinopse:
Neste majestoso romance, o leitor enxerga os últimos anos da lendária rainha da Inglaterra não somente através dos olhos desta, mas também pelos de sua prima e rival Lettice Knollys, banida da corte por ter se casado com o grande amor de Elizabeth, o conde de Leicester. Essa rivalidade gera conflitos que envolvem personalidades da época, como o filósofo Francis Bacon, o explorador Walter Raleigh, o pirata Francis Drake e os dramaturgos Marlowe e Shakespeare (um dos amantes de Lettice).

Quando o conde de Essex, lho de Lettice e do nado amor da soberana, se torna o favorito de Elizabeth, a Rainha Virgem enfrenta a maior ameaça à sua vida e a tudo que ela construiu em quase quarenta e cinco anos de reinado, a chamada era elisabetana. Em 1588, às vésperas do ataque da Invencível Armada espanhola ao reino inglês, Elizabeth I, rainha da Inglaterra, começa a contar a sua história até a sua morte em 1603, período do seu longo reinado que constituiu a primeira Idade de Ouro da história de seu país. Mais um extraordinário romance histórico da autora de Memórias de Cleópatra, Maria Madalena e Helena de Troia.

Foto: Divulgação

 

Adicionar comentário