Ecologia

ECOLOGIA – CARROS MOVIDOS A ELETRICIDADE 

Apesar da realidade brasileira estar ainda muito aquém do desejado em termos de opções mais limpas e ecológicas no transporte público e individual,  não sendo portanto algo que afete nosso mercado, os fabricantes de automóveis pelo mundo afora, continuam seus investimentos em projetos de carros elétricos para substituir, eventualmente, o uso da gasolina.

Foto: Divulgação

As vendas nos Estados Unidos não estão promissoras. Em primeiro lugar, o adquirente ainda está muito temeroso quanto ao desempenho do carro. Indo além, a possibilidade de abastecimento ou melhor dizendo, recarga das baterias é muito restrita. Tudo o que se precisa fazer é conectar um cabo padrão ao plug do carro  e… pronto!

Mas onde dispor disso? Uma nova estação foi recém inaugurada em Miami Beach na 13 com a Avenida Collins – ainda a única na região… Os críticos afirmam que sem a disseminação desses postos, os donos de veículos elétricos estão muito limitados e têm poucas opções até onde podem ir, apostando em suas baterias adrede carregadas. Os modelos disponíveis são pequenos e ainda excessivamente caros.

A General Motors, no momento, está com sua linha de produção parada e estoque disponível para pelo menos tres meses do carro que denominou “Volt”. Diversos artifícios para incentivar o consumo, inclusive descontos significativos, estão sendo criados mas as vendas limitam-se a poucas unidades .

Foto: Divulgação

O carro da Nissan chamado “Leaf”, também tem vendagem inexpressiva e muitos foram recolhidos por problemas nas baterias que não tinham capacidade de rodar cem milhas, como a propaganda divulgava.

A Toyota simplesmente parou a produção do mini carro “E-Q”. Somente cem unidades foram feitas e oferecidas no mercado da California e do próprio Japão.

A Ford e a Mitsubishi, no entanto, continuam apostando no setor e prosseguem no campo das pesquisas do veículo elétrico e de outros híbridos. Em tese, o setor automobilístico acredita na eletricidade como força motriz e espera que a tecnologia chegue ao ponto de tornar o produto viável e economicamente atraente.

Foto: Divulgação

A pergunta fica no ar: estarão os consumidores atuais dispostos a investir na compra de carros apostando numa tecnologia que ainda tem que se desenvolver muito para cumprir tudo o que promete?

Quem viver, verá!!!

Adicionar comentário