Dia Internacional do Sapateado

 

Ouvidos atentos perceberão no ar do dia 25 de maio uns harmoniosos sons surgidos dos sapateadores que comemoram o seu Dia Internacional. A data foi a maneira vibrante para homenagear o revolucionário dançarino Bill Bojangles, nascido nesta data em Virginia, nos idos de 1878.

Foto: Divulgação

Aos seis anos o garoto já começava sua nova leitura às duras batidas feitas com o pé inteiro no chão pelos sapateadores. Trocou os movimentos frenéticos em voga, por movimentos feitos mais com as pontas dos pés. Aprimorando a técnica criada, trouxe elegância, graciosidade, leveza e brilho à arte do sapateado.

Em uma América absolutamente racista, sofreu o pão que o diabo amassou para conseguir mostrar para o mundo o seu enorme talento. Superando preconceitos, Bill Bojangles se consagrou nos palcos e telas. Foi o primeiro negro a conseguir um papel principal na Broadway. Em Hollywood inaugurou a entrada de um negro formando um casal em cena e assim mesmo sua parceira foi a então menina Shirley Temple, pois a lei americana proibia que um negro dançasse com uma branca adulta.

Muitos dos seus passos e coreografias, incluindo a famosa ‘dança da escada’ são utilizados até hoje. Bill Bojangles era tão espetacular que a beira dos 70 anos chegou a sapatear antes de uma aula sua, por uma hora consecutiva sem repetir um passo. Queria deixar consignado que ao dançar, a ordem é deixar-se levar pela musica e soltar os pés.

Foto: Divulgação

Graças ao seu talento, as escolas fecharam as portas e nas ruas pessoas aguardavam a passagem do seu funeral enquanto políticos e pessoas influentes faziam discursos em sua homenagem. Jamais um negro havia merecido tal deferência.

Sua imagem de elegante cavalheiro usando bengala e cartola será aplaudida por milhares de sapateadores pelo mundo neste Dia Internacional do Sapateado.

Foto: Divulgação

 

Adicionar comentário