Cora Coralina

 

Bondade também se aprende. 

“Eu não tenho medo dos anos e não penso em velhice. E digo prá você: não pense. Nunca diga estou envelhecendo ou estou ficando velha. Eu não digo. Eu não digo que estou ouvindo pouco. É claro que quando preciso de ajuda, eu digo que preciso.

Procuro sempre ler e estar atualizada com os fatos e isso me ajuda a vencer as dificuldades da vida. O melhor roteiro é ler e praticar o que lê. O bom é produzir sempre e não dormir de dia.

Também não diga prá você que está ficando esquecida, porque assim você fica mais. Nunca digo que estou doente, digo sempre: estou ótima. Eu não digo nunca que estou cansada. Nada de palavra negativa. Quanto mais você diz estar ficando cansada e esquecida, mais esquecida fica. Você vai se convencendo daquilo e convence os outros. Então silêncio!

Sei que tenho muitos anos. Sei que venho do século passado, e que trago comigo todas as idades, mas não sei se sou velha não. Você acha que eu sou? Tenho consciência de ser autêntica e procuro superar todos os dias minha própria personalidade, despedaçando dentro de mim tudo que é velho e morto, pois lutar é a palavra vibrante que levanta os fracos e determina os fortes.

O importante é semear, produzir milhões de sorrisos de solidariedade e amizade. Procuro semear otimismo e plantar sementes de paz e justiça. Digo o que penso, com esperança. Penso no que faço com fé. Faço o que devo fazer, com amor. Eu me esforço para ser cada dia melhor, pois bondade também se aprende.”

(Cora coralina)

Foto: Divulgação

 

 

Comentário 1

  • MARIA DAS GRAÇAS SIMÕES OLIVEIRA13/08/2012 em 16:58

    Prezada Cora Carolina!
    Sou sua eterna admiradora, penso e ajo como você, amo tudo que faço, tenho um bom humor, procuro ajudar sempre as pesoas, pratico esporte, corrida de rua, com 64 anos de idade, me sinto uma mulher de 30, corro, faço musculação, ainda ontem participei da corrida dos advogadoos em minha cidade, somente 10km, já participei da corrida de São Silvestre/SP, e como eu tenho muitas amigas que também correm.
    É muito legal, nos sentirmos úteis, ainda trabalho fora, em casa, na igreja, como palestrante do ECC, na Pastoral Social, acordo às 5:00h, e faço tudo com muito amor, pois aprendi a respeitar as diferenças, gosto de estudar, ler, de futebool, de dançar etc.
    e Aainda num plano futuro, pretendo me candidatar a vereadora, para defender os interesses da coletividade.
    Sou uma cidadão ativa e solidária…………….

    Amo a vida que Deus me deu.

    Graça Simões

  • Adicionar comentário