Uns aos outros

 

Existem pessoas que nos fazem sentir que vale a pena estar vivos por elas estarem vivas. São as grandes afinidades das nossas vidas. Elas nos motivam, nos fazem sentirmos queridos, nos fazem sentir que não estamos sós, elas dão um significado à nossa vida.

Muitas vezes só percebemos isto quando elas se ausentam. É natural querermos nos aproximar de novo, mas quando isso não é possível, precisa e deve ficar na lembrança o quanto somos queridos e interessantes. Este é o grande legado que elas nos deixam a referência das nossas qualidades, a cura da nossa auto-estima.

Foto: Divulgação

Mesmo que alguém não tenha essa referência por parte de ninguém, é bom saber que todos somos interessantes e importantes para, pelo menos, algumas pessoas.

O simples fato de aceitarmos isso nos aproximará dessas pessoas. As “luzes” de nossas vidas que nos despertam as luzes internas das nossas almas.

Talvez o mais importante nisso seja a percepção de que esses amores são sempre recíprocos que, o que recebemos dessas pessoas, simplesmente por existirem, nós também as doamos na mesma medida.

Os fenômenos provocados pelo amor são sempre, recíprocos.

Foco no afeto!

Foto: Divulgação

 

Comentários 2

  • Maria Eugenia Cerqueira26/12/2012 em 23:33

    O mesmo digo em relação aos meus bichos…O amor não precisa vir de um ser humano, necessariamente. Tenho também pena de quem nunca se sentiu amado ou amou seres de espécies diferentes da nossa, parceiros da vida.

  • Juditth16/09/2012 em 10:44

    Mal comecei a ler,me veio direto na cabeça a minha neta.Ela me olha como se seu fosse a pessoa mais importante do mundo.Mas tenho pena de amigas que não percebem o quanto uma criança pode ser importante para a auto estima e ficam se lamentando à espera de um parceiro .

  • Adicionar comentário