Coisas de Londres

 

Foto: Divulgação

Dentre as programações para compor a parte social de uma convenção em estive presente como esposa de um membro da Associação Internacional, tive o espanto de participar de um jantar pra lá de esquisito.

Nos convites individuais envolvidos em envelopes com nomes escritos por calígrafos de primeira, uma sutil informação foi prestada sobre o local do formal evento: a Igreja St. Martin-in-the-Fields.

Foto: Divulgação

Um jantar numa igreja? Já pareceu um pouco forte pro meu gosto, mas vamos nessa!

Tivesse sido no altar-mor, só restaria a minha indignação pelo desrespeito mas foi muito pior! O jantar foi na Cripta!

Isso mesmo. Na caverna subterrânea em baixo da Igreja, onde estão enterradas as celebridades eclesiásticas locais. Entre tumbas e mais tumbas, mesas com candelabros e coloridas flores espalhavam-se harmoniosamente. Garçons circulavam com imponentes bandejas e músicos ambientavam o som na maior animação. Os únicos elementos respeitosos ao local eram as centenas de velas que tornavam ainda mais macabro o espaço fúnebre.

Tudo bem que os restos mortais não eram de qualquer “de-cujus”. Bispos e Arce-Bispos, gente da pesada estava enterrada no pedaço. Mas transformar tumba em aparador de copos? Foi muito pra minha cabeça.

Mas Londres é Londres e este pedaço encantador (sic) virou um bar, onde pode-se tomar não só o melhor chá das cinco diariamente. Nas sextas-feiras , os tradicionais fish&chips são servidos e às quartas-feiras, pasmem, apresentações de jazz são feitas. Claro que sob reservas, eventos noturnos alteram o perfil dos” habituées”. Sei Não! Mas acho que se resolverem exumar os digníssimos e honrados defuntos, não vai ser difícil entender porque as cabeças foram parar nos pés, um braço na perna!

Se quiserem fazer um plágio de Gonçalves Dias e falarem: “Meninos eu vi!”, podem ir ao Trafelgar Square e ao lado da Nacional Gallery está a conhecida Igreja de St. Martin.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Comentários 6

  • Ana Boucinhas23/10/2012 em 08:50

    Uauu .Morar em Londres é meu sonho de consumo !!!! Que opção maravilhosa a sua,Paulo .

  • Paulo Borges20/10/2012 em 06:07

    Realmente a cripta da St Martin-in-the-Fields e’um local incrivel e ja tomei um Cream tea maravilhoso com muito “clotted cream” e tambem ja fui a um concerto de Bach, tenho um amigo que toca chelo. Um local incrivel. Londres esta cheio de lugares incriveis e com programacoes igualmente incriveis e o mais muitas delas gratuitas. Eu adoro Londres por isso vivo aqui ha mais de 20 anos!

  • evelina14/09/2012 em 11:19

    Aninha, estou amando os amantes.Adorei a dica. Vou passar 4 dias em Londres em Outubro, mais alguma sugestão boa fora do obvio ? faz tempo que não volto para lá. Beijoca.

  • Av28/05/2012 em 21:15

    Lamentável mesmo a nossa omissao.
    Mas agradecemos a contribuicao que com certeza acrescenta brilho maior ainda ao local.

  • Cristiana Altino de Almeida28/05/2012 em 20:55

    Esqueceu que lá tem de 3 a 4 concertos por semana com numa orquestra maravilhosa.
    Alguns dias na hora do almoço e outros à noite à luz de velas. Assisti um desses à luz de velas. música de Bach e Handel. Maravilhoso! Depois descemos à cripta para badalar lindo antes de voltarmos para casa – um belo apartamento alugado em Notting Hill.
    Inesquecível!

  • Lélia Ferreira27/05/2012 em 17:49

    Ah, vc esqueceu de dizer que a St.Martin in-the-Fields é o berço de uma das melhores orquestras de câmera do mundo! Eles ensaiam lá dentro da ingreja. Londres tem dessas coisas maravilhosas. Aqui em Curitiba há também a Capela Sta.Maria, local de ensaios e apresentações da Camerata Antiqua de Curitiba. Abração.

  • Adicionar comentário