Antioxidantes

 

Antioxidantes na prevenção do envelhecimento. 

Foto: Divulgação

 O uso de vitaminas antioxidantes na prevenção do envelhecimento: vale a pena suplementar?

Que delícia entrar naquela boa farmácia que mais parece uma perfumaria e que tentador olhar aquelas embalagens lindas de suplementação antienvelhecimento. A sensação compulsiva é a de que iremos automaticamente tomar o elixir da juventude. Será?

Radicais livres são substâncias químicas instáveis capazes de penetrar nas células de nosso organismo, desestabilizando suas funções, e como consequência causar vários danos. Eles estão presentes em alimentos enlatados, fumaças, poluentes em geral, algumas medicações, tabaco etc.

Antioxidantes são substâncias capazes de anular o efeito nocivo dos radicais livres, e com isso diminuir o chamado “estresse oxidativo”, promovendo desta maneira a implantação das funções metabólicas celulares. Os antioxidantes estão presentes em vários alimentos em pequena quantidade e também em suplementos vitamínicos.

Apesar de a alimentação adequada ser suficiente para manter o equilíbrio antioxidativo, alguns estudos apontam que a suplementação com vitaminas e aminoácidos podem ser capaz de retardar, evitar ou anular efeitos deletérios tais como cânceres, aterosclerose (lesões vasculares induzidas por placas de gordura que se aderem às paredes dos vasos), diminuição da fertilidade, etc.

Vale ressaltar duas questões importantes: a dieta equilibrada, rica em vegetais e fibras, pobre em gorduras trans e enlatados, serve como a melhor fonte de antioxidantes. Ainda que em quantidades menores, as vitaminas e aminoácidos da dieta, por não serem sintéticos, têm melhor qualidade e maior capacidade de serem absorvidos pelo organismo.  Ainda, a suplementação deve ser sempre seguida por um médico, que monitorara funções renais e hepáticas e saberá a melhor combinação de antioxidantes ao seu caso. Essa questão é tão importante porque o uso incorreto de antioxidantes pode gerar efeito antagônico, com prejuízo ao invés de benefícios.

As melhores associações ocorrem entre a Vitamina C e a E, pois elas agem em sinergia, uma atuando hidroliticamente e a outra em componentes lipídicos.

A seguir, uma lista útil das vitaminas antioxidantes presentes em nossa alimentação:

  • Caroteno, Flavonóides, Vitamina C, Catequinas, Quercetinas, Carotenóides: mamão, brócolis, laranja, vinho, cenoura, tomate.
  • Acido elágico, Flavonóides, Vitamina C, Curcumina, Polifenois, Clorofilina, Taninos: uva, salsa, morango, curry, noz, espinafre, repolho.
Foto: Divulgação

 

Comentários 3

  • Gladis Maria Trinks11/08/2014 em 17:05

    Sempre gostei de cuidar de minha saúde adoro aprender cada vez mais.

  • Maria Eugenia Cerqueira16/06/2012 em 23:39

    Sou ” viciada” em antioxidantes e adorei ler este artigo da Dra. Renata! Evitar é melhor que remediar…

  • Renata de Camargo Menezes13/06/2012 em 19:28

    leia-se implementacao, onde esta escrito implantacao, ok? Bjs

  • Adicionar comentário