A Tal Cidadania

 

Se há um assunto onde meu bom humor se tranca no armário e nem respira pela pequena fresta, é o que dá trato ao desinteresse do povo brasileiro em exercer o direito da cidadania.

Ainda bem que deixou de ser idéia fixa minha juntar-me aos jovens na vã tentativa de alterar o comportamento passivo da sociedade brasileira, a meu ver o  grande responsável por maus governos.

Cansada de tantas frustrações, desci dos caminhões de som das passeatas em SP, e passei a pisar no chão por lutas mais amenas. Mas de vez em quando tenho umas recaídas das boas e não consigo frear meus ímpetos de revolta.

Agora por exemplo, com a chegada da Páscoa, o apelo ao consumo de ovos de chocolate chega a ser cansativo. Considerando ser a criança o público alvo, dentro do imaginário infantil, é o coelhinho quem faz a farta distribuição do mimo. Mas como tradição é tradição, não há quem deixe de oferecer e receber o clássico ovo de Páscoa.

Sendo tal produto considerado supérfluo, a carga tributária que incide no preço ao consumidor é de 38,5%. Ou seja, a cada R$100,00 (R$38,50)  vai para o Governo. Não entro no mérito sobre o destino que é dado ao “plus”, não comento girar em torno de 30% a incidência da taxa sobre TODOS os produtos comercializados e nem proponho lutar pela sua diminuição.

Mas fôssemos um povo minimamente ciente dos nossos direitos, lutaríamos no mínimo pela obrigatoriedade de fazer constar em cada embalagem, o percentual de impostos incidentes sobre o valor pago pelo comprador.

Na Constituição Federal a iniciativa popular é poderoso instrumento com força de transformar em lei seus projetos. Mas por total desinteresse, cruzam-se os braços, auferindo aos parlamentares, o direito de não informar ao incauto consumidor, o valor real de qualquer produto. O trabalhador tem o direito de saber que não é só rico que paga imposto. Do seu suado trabalho, 35% de tudo o que compra sai do seu bolso. Bem, vou parar por aqui, pois este tema não é faz bem ao meu fígado, e sei que muitas recaídas terão pela frente.

O que me dá o bem-estar físico está trancado ao lado da alegria no  armário que vou abrir imediatamente. 

Foto: Divulgação

Comentários 2

  • Vera Lucas03/04/2012 em 18:00

    Os jornalistas têm que continuar denunciando e os politicos honrar os salários que recebem do povo.
    Beijos
    Vera

  • Maria Amerlia Madureira03/04/2012 em 17:57

    Achei muito interessante, realmente o povo tem o direito de saber o que ocorre nos bastidores.
    Beijos
    Amelia

  • Adicionar comentário