31ª Bienal de São Paulo

 

31ª BIENAL DE SÃO PAULO ANUNCIA TÍTULO E IDENTIDADE VISUAL

A mostra terá como título “Como falar de coisas que não existem”

A 31 Bienal de São Paulo, com abertura marcada para o dia 6 de setembro de 2014 – preview a partir do de 2 de setembro – acaba de definir seu título e identidade visual. A mostra terá como título Como falar de coisas que não existem, nome estabelecido pela equipe de curadores (Charles Esche, Galit Eilat, Nuria Enguita Mayo, Pablo Lafuente e Oren Sagiv), bem como pelos curadores associados, Benjamin Seroussi e Luiza Proença.

Vale destacar que o verbo utilizado no título (falar) será trocado regularmente para apontar as diversas ações que precisam ser desenvolvidas para que as coisas que não existem venham tornar-se presentes – o “falar de” pode ser substituído por “viver com”, “usar”, “lutar contra” ou “aprender”.

Foto: Divulgação

 

Já a identidade visual da 31 Bienal de São Paulo foi desenvolvida pela curadoria e pela equipe de design da Fundação Bienal. O artista indiano Prabhakar Pachpute respondeu às ideias da curadoria por meio de uma frágil estrutura no formato de uma torre de Babel, carregada por um impossível conjunto de corpos humanos.

O cartaz deste ano foi desenvolvido pelo artista indiano famoso pelas obras que retratam a vida dos mineiros de carvão e suas questões e lutas trabalhistas em geral. Pachpute procura transmitir o trauma sublime e o impacto psicológico que esses mineiros sentiram ao trabalhar nas entranhas da terra.

Foto: Divulgação

 

Informações:

Onde: Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n°, Porão das Artes – Portão 3

Quando: De 6 de setembro a 7 de dezembro de 2014

 

Por Anna Thereza de Almeida

Adicionar comentário